Adam é entrevistado pelo site GQ

Adam-GQ
Postado em 25.06

Adam Levine, vocalista do Maroon 5, deu uma entrevista para a Revista GQ. Nela, o músico e a entrevistadora Jéssica Pressler conversam sobre a história de sucesso de Adam, seu casamento e tentam decidir se o músico se encaixa no estilo metidão. Você pode ler os pontos principais da entrevista abaixo e a matéria completa no site da GQ.

A abertura da matéria, escrita por Adam, é uma brincadeira sobre o fato dele ser tão consciente de sua pessoa e posição:

“Você deve conhecer Adam Levine ou sua banda, Maroon 5, donos das músicas mais grudentas de nosso tempo. Ou talvez você o tenha visto no The Voice, onde ele é o coach com cabelos bem cuidados e o favorito dos competidores. Talvez você até tenha algumas músicas deles – é bem provável que tenha, já que as músicas do Maroon 5 foram mais baixadas do que as do Justin Timberlake ou Jay Z. Também é provável que ele não te agrade muito. Porque, bem, tem algo nesse cara, e ele sabe disso.”

Nomeado pela revista People o homem mais sexy do mundo em 2013, dono de hits incríveis como ‘This Love’ e ‘Moves Like Jagger’, coach no programa The Voice, dono de uma fragrância e uma linha de roupas, Adam comentou sobre as pessoas acharem ele metido enquanto comia um omelete no Blu Jam, restaurante próximo à sua residência: “Seria tão fácil dizer que eu sou metido? Definitivamente. Mas isso não significa que eu seja. Ou talvez eu seja, eu não sei. Vou refletir sobre isso e me fazer perguntas difíceis para saber, de uma vez por todas.”

Adam chega em três pontos principais que fazem um cara metido: não saber quem você é, arrogância e insegurança. “Eu não sou arrogante. Eu confio em mim mesmo. Algumas pessoas não gostam disso!”

O lugar fica rodeado de paparazzis, o que o surpreende: “Eu nunca sou seguido!”. Adam ainda brinca com a situação dizendo que, apesar de gostar de atenção, ele é ‘alérgico’ ao fato de estar em algum lugar e vê-lo rodeado por paparazzis. Mas o músico se anima pensando na situação como um filme policial: “Estamos presos aqui! Como sairemos?”

Shawn, assistente de Adam, o resgata no restaurante e eles dirigem para uma casa alugada onde estão ficando temporariamente, enquanto discutem suas rotinas de academia em preparação para o casamento. Adam se mudará em breve para um casa que está sendo preparada para ele e sua noiva, a modelo Behati Prinsloo.

Adam e seu parceiro de banda, Mickey Madden, comentam um pouco sobre sua história, citando o início de suas carreiras no Kara’s Flowers: “Estávamos tocando em uma festa em Malibu. Um produtor estava literalmente passeando com seu cachorro, nos ouviu e a quando vimos, estávamos saindo mais cedo das aulas para ir ao estúdio com o cara que produziu o Green Day. Mas éramos muito ruins, éramos a versão ruim do Weezer, tentando ser alternativos.”

Apesar do álbum mal sucedido do Kara’s Flowers, Adam diz que sempre se manteve positivo, como se eles fossem destinados ao sucesso, mas precisavam decidir que tipo de banda queriam ser. James Valentine, que entrou para a banda em 2001, já como Maroon 5, comenta: “É engraçado ouvir as gravações antigas. Adam tentava cantar como Eddie Vedder, mas ele não é um barítono. Depois passamos por uma fase mais punk, Britpop e algo como Dave Matthews Band”. Foi quando Adam descobriu Stevie Wonder que ele se encontrou, o que resultou no sucesso do primeiro álbum do Maroon 5.

Após o álbum receber certificação tripla de platina, Adam diz ter passado por uma época em que ele apenas queria se divertir: “De repente, eu tinha dinheiro na minha conta. Não descansava há um tempo. E resolvi enlouquecer um pouco, eu merecia isso.” Rumores dizem que nessa época, Adam dormiu com várias celebridades e justificou essa fase dizendo que ele foi promíscuo porque “amava as mulheres”.

“Eu não disse dessa forma”, se defende. “Homens não são tão sofisticados quanto as mulheres. Não são tão conectados às suas emoções quanto as mulheres. Se você é uma pessoa pública, é muito entediante dizer o que você tem que dizer e ser treinado para isso. Houve um tempo em que eu vivi mais livremente. E foi maravilhoso!”. Adam, que completou 35 anos, diz que foi um momento decisivo na vida dele: “Vou ser um garotão por mais 20 anos ou vou ser um adulto? Eu não quero ser um cara de 50 anos em uma casa noturna em LA.”

Sobre sua noiva, Behati, Adam foi breve e não tem problema em relação à carreira dela: “Ela é a pessoa mais legal do mundo! Eu namoro com a pessoa, não com sua profissão.”

A entrevista ainda comenta sobre a exibição do filme Begin Again no Tribeca Film Festival. Adam compareceu ao evento mas não permaneceu durante a exibição pois já havia assistido ao filme. “Eu fiquei surpreso porque não fui tão mal”. Após a exibição, Adam conheceu o prefeito de Nova York, que o parabenizou por sua atuação.

Adam deu a idéia para a frase de abertura da entrevista. “‘Você não precisa gostar de mim, mas eu prefiro que você goste.’ É assim que eu me sinto. Não sou a pessoa mais fácil de se amar logo de cara, sabe. Se eu conhecesse todas as pessoas do mundo, elas me amariam. Cada uma delas!”

Tags: 

Comentários